O sensível microfone magnético com peças de sucata

O que acha de montar um microfone com material de sucata? Pois é, essa foi a ideia aqui. Comprei uma cápsula magnética dessas que eram usadas por telefones antigos e fiz uso de um pequeno transformador de saída que era usado em pequenos rádios transistorizados. O trafo deu um ganho bem legal e o resultado foi um microfone bem interessante. Alguns gaitistas utilizam esse tipo de recurso como microfones buscando aquele som “rasgado” para um rock e blues, por exemplo.

Pequeno transformador de saída
Pequeno transformador de saída

Assim como a cápsula de microfone o transformador de saída pode ser encontrado em sucatas. Ou mesmo você pode achar um rádio antigo que o possua e desmontar. Afinal, comprar esses pequenos transformadores nos dias de hoje não é uma tarefa fácil.

No vídeo abaixo eu mostro o com da cápsula sem o uso do transformador e também com o uso dele. Dessa forma você pode perceber a diferença. No final eu toco, ou melhor tento, a gaita tendo o som captado pelo microfone.

No fim, use a criatividade para fazer um acabamento legal colocando todo o conjunto numa caixinha parecida com microfone.

Coloque um plugue cannon (XLR) e terá condição de ligar ele em qualquer estúdio para fazer seu som.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

2 comentários em “O sensível microfone magnético com peças de sucata”

  1. Olá Baroni, parabéns pelo canal no youtube, aprendo muito. Tenho muita vontade de construir esse microfone, tenho três capsulas mas adivinha? ..os trafos… Esse é o gargalo não só desse projeto mas de um microfone de fita também que queria construir. Encontrei na internet um site ensinando a construir um trafo de saida de audio mas ainda fiquei na dúvida, devo isolar o primario do seundario? Será que esse trafo funciona mesmo? Se não for incomodo gostaria que o senhor avaliasse a construção, segue o link do site:
    https://www.ibytes.com.br/como-fazer-transformador-de-saida-de-audio/

    Grato,

    1. Olá,
      Em um trafo que não seja do tipo auto-transformador, por exemplo, o primário é sempre isolado eletricamente do secundário. Toda a transferência entre os enrolamentos ocorre por meio da indução eletromagnética. Nesse caso eu acho que o melhor caminho é testar. Você pode usar vários trafos para teste. Pode construir também, claro. Veja que eu já vi na web (e já fiz testes tb) pessoas usando trafos de alimentação no lugar de trafos de áudio em pequenos circuitos amplificadores valvulados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *