Aprenda agora como funciona o controle de tonalidade de uma guitarra

Os capacitores são componente com uma série de particularidades. Entre elas, podemos citar que eles criam certa imposição a passagem da corrente elétrica em um circuito de corrente alternada. Essa “resistência” varia de acordo com o valor do componente e também da frequência da corrente. Tudo isso pode ser calculado através de uma simples fórmula.
Visto isso, podemos utilizar capacitores para construirmos filtros. O controle de tonalidade da guitarra é um tipo de filtro. A intenção é fazer com que parte do sinal que corresponde aos agudos (maior frequência) deixe de chegar até o amplificador. O componente responsável por fazer a dosagem é o potenciômetro. Um potenciômetro do tipo linear faz esse papel.
Quanto ao capacitor, o seu valor pode variar. De acordo com o valor juntamente com a fórmula e as frequências passantes, diferente o resultado será.

Aspecto de um capacitor. Esse é eletrolítico. No controle de tonalidade é usado um do tipo poliéster
Aspecto de um capacitor. Esse é eletrolítico. No controle de tonalidade é usado um do tipo poliéster

Eu tenho um experimento bem simples que mostra exatamente como funciona o controle de tonalidade da guitarra onde o capacitor e o potenciômetro atuam juntos.
O nome técnico dessa função do capacitor se opor a passagem dos sinais alternados de acordo com as frequências, se chama reatância capacitiva.
Enfim, dê uma assistida no vídeo e deixe seu comentário por lá.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *