A adaptação de uma caixa plástica Patola para o circuito do gerador de funções

De nada adianta montar um circuito e não ter onde colocar ele. Uma placa com componentes soldados e cheia de fios não é nada agradável de utilizar. Temos uma série de caixas no mercado que podemos fazer uso. Algumas são de plástico e outras de metal. Trabalhar com caixas de plástico é mas prático, mas elas não servem para todas as funções já que não podem ser blindadas.

Eu mesmo tenho várias caixas plásticas do tipo Patola. Muitas usei em algum projeto e depois desmontei esse projeto e usei em outra coisa. Nisso vão ficando caixas de lado, cheias de furos e sem uso. Como resolver isso e reutilizar essas caixas da melhor forma.

Bom, com um pouco de criatividade é possível. Eu peguei uma pequena caixa plástica cheia de furos e instalei um novo equipamento dentro dela. Mas para não ficar com os vários furos aparentes eu fiz um trabalho para melhorar seu aspecto. Eu gostei muito do resultado. Veja se concorda comigo.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *