Imagine entrarem 12 Volts e saírem 100. Como será?

O transformador é um componente que reconhece somente a corrente alternada. Ou seja, para que aconteça uma transferência entre suas bobinas é necessário algo diferente de CC em seus terminais. Se usarmos o transformador de forma “invertida”, ou seja, entrando uma
tensão no secundário. É possível fazer com que ele funcione elevando a tensão no primário. Suponhamos que o transformador seja de 127 V x 12 V. Em teoria se entrássemos no secundário com 12 Volts alternados no primário iríamos conseguir 127 Volts. Isso mesmo, ele eleva a tensão. Porém veja que não é possível gerar energia assim. Existe uma perda relacionada a capacidade de fornecimento de corrente. Se os 12 Volts entrados eram de uma bateria capaz de fornecer 2A, por exemplo, no secundário teremos uma alta tensão, mas não mais 2A de corrente disponíveis. É preciso manter equilibrada a equação que diz que P = V x I.

Uso do Transformador
Uso do Transformador

Para demonstrar essa elevação de tensão, fiz um vídeo onde com 1 pilha pequena, através de um transformador, é possível gerar pequenos flash de luz em uma lâmpada fluorescente. É claro que para a coisa funcionar é preciso de CA (corrente alternada) e a pilha possui CC (corrente contínua). Então eu simulo uma CA, gerando o que é conhecido como corrente contínua pulsante.
Dá uma assistida, vale a pena conferir essa bela experiência. Ainda tem dúvidas? Me escreve.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *