Você pode montar uma fonte de alimentação para amplificadores

Amplificadores de potências pequenas podem ser facilmente alimentados com pilhas ou baterias. O problema é que 1 das 2 razões por vezes surge. Você não quer gastar dinheiro com pilhas e baterias ou o consumo de corrente do circuito é tão grande que leva você a necessitar de uma outra fonte de alimentação.
É aí que entram as fontes ou como popularmente alguns chamam, eliminadores de pilhas. Uma fonte linear pode ser facilmente construída com o uso de um transformador, diodos e capacitores. A capacidade de fornecimento de corrente dessa fonte está diretamente ligada a capacidade de fornecimento do transformador utilizado. Dessa forma, se você usar um trafo (nome carinhoso para o transformador) que tenha capacidade de 1A no seu secundário, toda a fonte está limitada a só conseguir alimentar dispositivos que consumam até esse valor nominal. É claro que o ideal é não trabalhar no limite e sim dar uma folga. Assim não há sobrecarga e possibilidades de queima.

Diodo de silício de alta capacidade de corrente
Diodo de silício de alta capacidade de corrente

Como o circuito no qual vamos usar a fonte é um amplificador, devemos ter todo o cuidado com os capacitores eletrolíticos que vamos escolher. Eles devem ter uma capacitância elevada, pois dessa forma conseguem eliminar os ripples oriundos da rede elétrica. É importante observar que capacitores eletrolíticos são polarizados e por isso devemos ter cuidado na hora do seu uso para evitar a queima do componente.
Observe também a tensão de trabalho deles, pois ela precisa ser superior a tensão gerada no secundário pelo transformador. Ah, e não só ser superior, mas maior a ponto de trabalhar com folga. Ou seja, não use um capacitor com tensão de trabalho de 16 Volts em uma fonte onde o secundário tem 15 Volts, por exemplo.
Nesse vídeo falo de mais detalhes sobre as fontes de alimentação lineares. Dá uma assistida.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *