O Fender Champ. Você também pode montar!

Na década de 50 a Fender construiu uma série de pequenos amplificadores com potências menores do que 10 Watts. Essa linha ficou conhecida como Fender Champ. Foram criados vários modelos variando o uso de algumas válvulas e variações do circuito. Esses modelos tem letras e números após a palavra Fender Champ como por exemplo: 5E1, 5F1, 5C1 e vários outros. São circuitos bem interessantes por serem mais simples. Eles usam 2 válvulas, uma como pré e a outra como power. A última ligada ao transformador de saída já que as válvulas possuem uma alta impedância e por isso precisam do transformador para um correto casamento e assim máxima transferência de potência.
Falando em válvulas precisamos citar também o uso de altas tensões. São componentes que podem por vezes funcionar com tensões de cerca de 350 Volts. Dessa forma, fica a ressalva sobre o seu uso e perigos. Aos iniciantes aconselho vários projetos mais simples antes partirem para algo desse escopo. Além do mais, as válvulas são caras, assim como os transformadores.
As válvulas devem ser instaladas em soquetes para facilitar a sua troca em caso de queima. Os amplificadores valvulados por serem muito grandes normalmente ficam com as válvulas e transformadores do lado de fora. Além do fato que as válvulas esquentam muito e dessa forma facilita o seu resfriamento. Alguns capacitores eletrolíticos grandes, também podem ser encontrados instalados do lado de fora do chamado chassis. Esse é o nome dado a estrutura metálica sobre o qual ficam esses componentes que mencionei. O restante das peças menores ficam do lado de dentro do chassis.
No vídeo a seguir eu busquei dar uma geral sobre o circuito e montagem do Fender Champ e dessa forma orientar o pessoal. Assiste aí e qualquer coisa deixe seu comentário.

 

Meu nome é Alex Baroni. Sou músico e professor do curso de eletrônica para áudio – Curso Baroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *